Aceitação

GivernyFlower

.
É inútil lutar contra o inevitável.
Frustrar-se por algo que não se pode mudar.
De que adianta chorar a falta de tempo?
Desejar que o dia seja mais longo ou as horas mais vagarosas?
Devemos parar de fechar os olhos para o que não queremos ver.
Precisamos começar a jogar com as cartas que nos são dadas,
em vez de inertes divagarmos sobre como seria
se tivéssemos recebido cartas melhores!
Abra os olhos e olhe ao redor.
Essa é a sua vida!
E cabe a você focar poeira e sombra
ou deslumbrar-se com milagre e luz.
Cabe a você contentar-se com a mediocridade
ou ousar esforçar-se para algo maior.
Somente você pode escolher entre lamentar o que poderia ter sido
ou agradecer pelo que é e ainda pode ser.
A luta contra a estagnação e o conformismo é diária e laboriosa.
Exige determinação e esperança.
Força para levantar-se após cada tropeço,
para sorrir após cada lágrima
e acreditar após cada decepção.
Não há saída fácil.
Não há para onde fugir.
O que você está esperando?
Olhe para o espelho:
aceite, perdoe, sonhe, ouse.
E realize!
.

Categorias: Reflexões | Tags: , , , | Deixe um comentário

EXTRAORDINÁRIO

.
Curta também nossa página no Facebook:

MENTE FEMININA

.

Extraodinario

.
Extraordinário

– R. J. Palacio

 

“Não precisamos de olhos para amar, certo? Apenas sentimos dentro de nós.”

 

Ainda no clima de livros de crianças para adultos, venho falar desta obra tão especial que conta a história de um garotinho de dez anos, inteligente e divertido, que vai à escola pela primeira vez. Poderia ser um menino como qualquer outro, não fosse o fato de ter nascido com uma mistura de síndromes genéticas que deformaram completamente seu rosto.
.

“Garoto rato. Estranho. Monstro. Freddy Krueger. ET. Cara de Lagarto. Mutante.
Conheço os apelidos que me dão. Já estive em parquinhos suficientes para saber que crianças podem ser cruéis. Eu sei, eu sei, eu sei.”
.

Em minha opinião, todos deveriam ler “Extraordinário”, mas não estou muito certa do motivo. Talvez para nos sentirmos um pouquinho mais agradecidos por sermos “perfeitos”. Talvez para espiar um pouco o mundo pelos olhos de uma criança, com todos os seus temores, anseios e inocência. Para se colocar no lugar do outro, para refletir sobre a gravidade do bullying ou, simplesmente, para se encantar com esse garotinho extraordinário e as pessoas que ele encontra pelo caminho, cada qual com sua própria história.
A narrativa é feita em primeira pessoa e as diferentes perspectivas enriquecem bastante o texto, pois nos fazem entrever o ponto de vista de cada personagem, como um diário onde eles derramam com sinceridade seus sentimentos e dúvidas. Aos poucos vamos conhecendo a família do August. Seus pais amorosos e preocupados, que querem ao mesmo tempo prepará-lo para o mundo e protegê-lo dele. Sua irmã mais velha, Via, que sempre se anulou devido à chegada daquele menininho frágil e que desde pequena teve que aprender a se virar sozinha. A cadelinha Daisy, que é parte indispensável da família. Conhecemos também o Sr. Buzanfa, Professor Browne, Jack, Julian, Summer, Miranda, Justin… Enfim, todo tipo de pessoa: boas, mesquinhas, egoístas, justas, gentis e amargas.
.

“Sempre haverá idiotas no mundo, Auggie. (…) Mas seu pai e eu acreditamos, de verdade, que há mais pessoas boas que más na Terra, e que as pessoas boas olham umas pelas outras, cuidam umas das outras.”

.
Uma característica que eu achei interessante nesse livro, é como ele retrata sutilmente a diferença do comportamento do Auggie junto às pessoas que o conhecem há muito tempo, onde ele se sente à vontade, em contraste com ambientes onde estejam pessoas estranhas. Enquanto no primeiro caso ele é um menino alegre e falador; em meio a desconhecidos ele fica inseguro, se esconde atrás dos pais e mantém a cabeça baixa, sem olhar as pessoas nos olhos, antevendo a reação que essas terão ao ver seu rosto. Ele sabe que muitas vezes as pessoas não podem evitar, é uma reação natural, não é? Quantas vezes não agimos assim nós mesmos, diante do incomum? Será que em algum momento paramos para pensar em como nossas atitudes, mesmo as mais simples, podem afetar as outras pessoas?
.

“Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.”
.

Pela premissa da história, talvez vocês imagem tratar-se de um livro triste… Pelo contrário. August Pullman é um alegre e divertido fã de Star Wars, que encara a vida do alto de seus dez anos com uma positividade incrível. Entretanto, é inevitável nos emocionarmos em algumas partes, que eu tenho certeza que irão tocar cada um de vocês de um modo diferente.
Enfim, leiam Extraordinário. É um livro diferente, de leitura fluída, com uma linda história, enfeitada por preceitos que te guiarão por toda a vida.
.

“Deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo, mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como os monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as pirâmides que os egípcios construíam para homenagear os faraós. Só que, em vez de pedras, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você. Por isso nossos feitos são nossos monumentos. Construímos com memórias em vez de pedra.”
.

 

Wonder

.

 

FICHA DE LEITURA

 

TÍTULO ORIGINAL: Wonder

EDITORA: Intrínseca

NÚMERO DE PÁGINAS: 320

SINOPSE OFICIAL:

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade… Até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

R. J. Palacio criou uma história edificante, repleta de amor e esperança, em que um grupo de pessoas luta para espalhar compaixão, aceitação e gentileza. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo o tipo de leitor.
.

AUTORA:

R.J. Palacio atua no mercado editorial norte-americano há mais de duas décadas, atualmente com dupla função: designer gráfica durante o dia e escritora à noite. Ela mora em Nova York com o marido, os dois filhos e dois cachorros. Este é seu primeiro livro. Para difundir a mensagem de Extraordinário, a autora iniciou uma campanha antibullying no site choosekind, da qual milhares de crianças já participaram.

(Fonte: Editora Intrinseca)

 

CURIOSIDADES:

  1. A autora teve a ideia de escrever Extraordinário depois que seu filho mais novo (que na época tinha três anos) começou a chorar quando viu uma garota com deformidade facial enquanto estavam na fila para comprar sorvete. Palacio tentou discretamente colocar seu filho sentado longe da garota, para não aborrecê-la ou a sua família, mas acabou piorando a situação enquanto o sorvete era derramado. Refletindo sobre a situação enquanto escutava a música “Wonder“, de Natalie Merchant, percebeu que o incidente poderia ensinar uma lição valiosa.
                                                                                                                                                                                                                     (Fonte: Wikipedia)
    .
  2. O livro teve os direitos de adaptação para os cinemas adquiridos pela Lionsgate e está sendo produzido por David Hoberman e Todd Lieberman, ainda sem previsão de estreia. O roteiro será escrito por Jack Thorne, premiado em 2012 com o Bafta pelas séries “The Fades” e “This Is England ‘88”.
    (Fonte: filmeslivroseseries.com)

 

LEIA TAMBÉM NOSSAS DEMAIS RESENHAS AQUI E COMENTE SOBRE SEU LIVRO PREFERIDO

 

Assista ao Book Trailer da Editora Intrínseca:

 

.

Categorias: Livros, Séries e Filmes | Tags: , , , | Deixe um comentário

Sonhar

grama-verde-e-do-sol_426-19314778

Sonhar é o que te mantém em pé. É o sopro de esperança que te empurra pra frente,mesmo quando o desejo é deitar e esperar que o desânimo o consuma .

Sonhar torna a realidade menos dolorida, é o que põe cor na vida .

Sonhar é manter a chama da esperança acesa, é dar força ao amor que ainda não chegou, mas com certeza irá chegar. É acreditar que todos os sonhos de criança são reais e que mesmo em dias nublados, existe motivo para o sorriso brilhar .

Sonhar cura as dores do coração e faz com que, mesmo que seja partido, ele se cole novamente.  Porque sonhar é tudo o que temos, é o que nos mantém vivos , é a luz em meio à escuridão .

E se um dia os sonhos deixarem de existir, de nada vale viver, porque nada realizamos, nada conquistamos. Perderemos nosso brilho e junto teremos perdidos a própria vida!! (Thaty Mel)

Categorias: Reflexões | Deixe um comentário

Galeria De Uma Mulher

bg-post-top

Categorias: Variedades | Deixe um comentário

“VIAGRA FEMININO”

18+

A “PÍLULA ROSA”

E O MARAVILHOSO UNIVERSO DA LIBIDO FEMININA!

addyi-flibanserin-female-viagra

Há muito a caçada para conseguir alimento deixou de ser prioridade na vida dos seres humanos! Desde tempos remotos as relações sexuais regem nossa sociedade traçando comportamentos e determinando os mais diversos grupos de convivência e padrões de conduta.

As mulheres, antes tidas como objeto sexual e mantenedoras dos lares e vontades dos maridos, foram conquistando, ao longo dos séculos, espaço na sociedade para suas próprias vontades. Com a conquista da pílula anticoncepcional, a liberação sexual feminina vem ganhando força ao longo das últimas décadas. Preconceitos e críticas à parte, na prática o que “pega” mesmo entre os casais (namorados, namoridos, casados e afins) é se a mulher está “a fim”… ou não!

Em 18 de agosto de 2015 divulgou-se a notícia que está mexendo com o imaginário de muitos homens e mulheres em todo o mundo. O FDA (Food and Drugs Administration), agência que controla os alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, aprovou a primeira droga que promete aumentar o desejo sexual nas mulheres, com objetivo similar ao Viagra para os homens. A pílula rosa (inicialmente desenvolvida como antidepressivo) – ou “Viagra Feminino”, como foi apelidada – tem como princípio ativo o flibanserin (nome comercial: Addyi) e deverá ser comercializada nos Estados Unidos a partir de outubro deste ano (ainda sem previsão no Brasil).

Com um mecanismo bastante diferenciado do verdadeiro Viagra (que age aumentando a circulação sanguínea e favorecendo a ereção), o Addyi atua no cérebro, regulando o equilíbrio das substâncias químicas produzidas pelos neurônios (neurotransmissores), como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina, que interferem no humor, sono e bem-estar, ou seja, promete equilibrar as substâncias que são envolvidas na sensação de prazer.

Por duas ocasiões anteriores a nova pílula foi rejeitada pelo FDA devido, principalmente, aos seus efeitos colaterais e à sua grave interação com o álcool. Ela pode causar fadiga, náuseas, boca seca, sonolência/sedação, hipotensão severa (queda brusca da pressão arterial) e desmaios (síncope). Após estudo randomizado, com grupos de controle com placebo, onde observou-se um aumento (< 01%) do desejo sexual e dos eventos sexuais satisfatórios nas 2.400 mulheres estudadas, o uso do medicamento foi liberado apenas sob prescrição de profissionais de saúde certificados e ciência dos pacientes, com documentos assinados, de que não devem ingerir bebidas alcoólicas concomitantemente à medicação.

Devido à pequena porcentagem que representa a eficácia demonstrada nos estudos, assim como aos efeitos colaterais severos e à complexidade dos mecanismos cerebrais envolvidos na libido feminina, a pílula “milagrosa” vem sendo criticada por vários especialistas da saúde e leigos em todo o mundo. O Addyi somente é indicado para mulheres na pré-menopausa, tendo adquirido TDSH (Transtorno do Desejo Sexual Hipoativo) que é a perda de qualquer desejo de praticar sexo ou “anorexia sexual”, e seus efeitos se iniciam após uma média de quatro semanas de uso diário (uma pílula/dia).

Apesar da grande conquista no âmbito dos direitos das mulheres, que abre portas para os estudos e o desenvolvimento de drogas cada vez mais eficazes com foco no prazer sexual feminino, até então muito pouco ressaltado pelos cientistas e laboratórios, a nova droga deixa dúvidas quanto a sua real eficácia e viabilidade.

Os adeptos dos fitoterápicos e alimentos naturais e afrodisíacos (apesar de seus efeitos ainda pouco comprovados) como a Maca Peruana e o famoso feno-grego defendem que, aliados a um pouco de imaginação picante ou romântica, esses alimentos naturais, com pouco ou nenhum efeito colateral, podem trazer maravilhosos momentos de prazer a dois.

“… A sexualidade do homem é genital. A mulher é um ser nutrido por estrógeno, que dá a elas uma complexidade absurda.” – esta frase, brilhantemente dita pelo ginecologista Alberto D’Auria ao R7.com, fortalece o ceticismo em torno da pílula rosa.

Não tenho a pretensão de defender nenhum tratamento ou indicar a solução para resolver o problema sério que é a diminuição da libido feminina, com TDSH adquirido ou não mas, como mulher (e como opinião pessoal), chamo a atenção de vocês, homens, para que não se iludam: medicação nenhuma no mundo devolve o desejo de uma mulher se ela não for bem tratada por seu parceiro! Por “bem tratada” quero dizer envolvida, cortejada, estimulada.

Segundo a Wikipédia, LIBIDO (do latim: anseio ou desejo) significa a energia usada para os instintos de vida e no campo sexual está vinculada a aspectos emocionais e psicológicos. Portanto, eu reforço: a mulher precisa ter todos os seus sentidos (visão, olfato, audição, paladar, tato…) “tocados”, subentende-se a isso o romantismo… toque físico… respeito… dedicação ao momento a dois… Entendam como quiserem mas, não basta dar presentes ou pagar as contas, o fato é: tratá-la apenas como um objeto a ser penetrado por alguns minutos está mais perto de ser a causa do problema ou um sério agravante dele. Homens inteligentes deveriam dar mais importância às preliminares! Clichês à parte, isto é realmente importante para nós, mesmo não sendo importante para eles!

Homens, ignorar as preliminares nos afasta cada vez mais do desejo que, se presente em nós, também satisfará a vocês!

Também não permitem que as mulheres fogosas os confundam, elas gostam até das “rapidinhas”, mas não deixam de ser mulheres. Sexo oral, manual e tudo que os envolve demonstra que vocês se importam! Mulheres apaixonantes e bem resolvidas também têm TPM, tristezas e alterações hormonais que as deixam fora de si, não pensem nelas como seus párias, como se, por serem fogosas, elas fossem dotadas da praticidade do instinto sexual masculino. Não. Como todas as mulheres, elas misturam o lado esquerdo e o direito do cérebro e isto quer dizer que tudo o que pensam e fazem está intimamente ligado às suas emoções. Os estímulos as mantém acesas!

Quer sua mulher sempre acesa?

Toque-a, toque de verdade, use as mãos, a boca, a língua… E lembre-se, antes de chegar “lá embaixo”, comece pelos olhos! Passe pelo pescoço, seios, barriga… as coxas também fazem parte do corpo! Os pés também podem ser um órgão sexual! Eu o convido a descobrir o que acende o desejo em sua mulher! Faça-a perceber o tamanho da sua “vontade”, é disso que ela precisa para reacender a chama todos os dias!

Qual o tamanho da sua vontade?

Vale a pena conquistar essa mulher para fazer sexo com ela?

Enfim, não cabe a nós comprovar a eficácia ou não do Addyi nem aconselhar qualquer tratamento. Assim como as terapias, alimentos naturais e fitoterápicos e dezenas de caminhos alternativos existentes, o “Viagra Feminino” torna-se mais uma ferramenta que logo estará à disposição das mulheres para a busca da tão sonhada e, porque não, merecida felicidade sexual!

—————————

Nome comercial: Addyi

Laboratório: Sprout Pharmaceuticals

Princípio ativo: Flibanserin

Indicação: Mulheres pré-menopáusicas com TDSH adquirido.

Contraindicações: Pessoas com insuficiência hepática (entre outras).

Interações medicamentosas: alguns medicamentos interferem na absorção da droga pelo organismo.

“Interação grave se utilizar álcool.”

Efeitos colaterais: fadiga, náuseas, boca seca, sonolência/sedação, hipotensão severa (queda brusca da pressão arterial) e desmaios (síncope).

 

QUERIDOS LEITORES HOMENS E MULHERES

Convido vocês a deixarem suas opiniões e impressões a respeito da nova pílula Addyi e também sobre o complexo e maravilhoso universo da sexualidade e libido feminina!

Diz aí, o que é capaz de acender a sua chama? Conte pra nós!!!

 

Referências:

G1.Globo.com

FDA

R7.com

Wikipedia

O Dia

Categorias: Amor e Sexo, Saúde | Tags: , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A VIDA PASSA DE REPENTE…

A mente ferve de pensamentos emaranhados, de pressa, o corpo não consegue acompanhar… É estressante!

Você tem um dia ou dois de folga e pensa em tudo que pretende fazer: limpar a casa, organizar o guarda-roupa; catalogar aquelas fotos para escolher as que você quer revelar, porque agora está tudo no computador; dar banho nos cachorros; ir àquele lugar que gostaria de conhecer; assistir àquela série de filmes que você estava guardando para a folga; colocar os e-mails em dia; atualizar suas redes sociais; visitar aquela amiga que você prometeu que um dia iria; fazer aquelas receitas que estão na gaveta empoeirando e que você disse que naquele fim de semana de folga iria preparar…

Passa tudo na sua mente em minutos ou segundos e aí chega a noite e a vontade que ficou viva de tudo que você queria fazer não te deixa dormir…

Quando foi que dormir começou a ser tão inoportuno? Começou a parecer tanta perda de tempo?

Quando foi que os dias ficaram tão curtos?

Como foi que a vida passou e você deixou de fazer tudo aquilo que achava que faria?

As viagens ainda aguardam o dinheiro sobrar… A companhia perfeita aparecer…

Os restaurantes, bares e boates que você nunca foi já fecharam as portas e abriram outros em outros lugares…

A depilação a laser, que a vida toda você quis fazer, deu lugar ao aluguel e às contas que não param de chegar…

As primeiras rugas chegaram; as segundas… A flexibilidade fácil do corpo desapareceu “inesperadamente”…

Quando foi que o corpo começou a doer tanto ao levantar da cama?

Desde quando é preciso lembrar que a dor que você sente no rosto é de tanto travar e ranger os dentes durante o sono? E que por isso a dor de cabeça no começo do dia não é culpa somente das poucas horas mal dormidas?

Onde foi parar aquela cinturinha? Como abrir mão daquele vestido que você amava, mas que hoje a “barriguinha” não te permite usar mais? Quando foi que subir três lances de escada começou a te deixar sem fôlego?

O pilates ainda deixará de ser tão caro…

Você ainda perderá aqueles seis kilos que te incomodam!

Um dia você estará em forma e satisfeita com o seu corpo e usará todos os biquínis, de todos os tamanhos e não terá mais vergonha das pessoas te olharem!

Um dia aquela resposta atravessada de alguém que você ama deixará de doer…

Um dia a saudade de quem você perdeu deixará de te fazer chorar…

Um dia…

Ainda…

Você vivePrimeiros passos rá como sempre quis! Terá tempo de fazer tudo!

Doará as roupas que não te servem mais e comprará roupas novas…

Finalmente terá dinheiro para comprar o sofá dos seus sonhos para assistir filmes e tomar vinho com seu amor… Ainda terá filhos dele… E netos… E não pensará que tudo isso parece uma outra vida…

Um dia… Deixará de pensar que está vivendo a vida de outra pessoa…

Aquela sensação de vazio não mais existirá…

Aquela espera que nunca acaba fará sentido…

Você ainda fará atividades físicas diariamente… Com um sorriso no rosto!

Ainda estará livre de todas as dívidas e pagará tudo à vista!

Sobrará dinheiro para ter a casa própria e trocar de carro…

Você ainda conhecerá os quatro cantos do mundo!

Aquele cruzeiro que você fará com o amor da sua vida ainda vai acontecer!

Os dias deixarão de ser tão curtos!

Você terá tempo de ler todos os livros que tem vontade… De escrever aqueles poemas que ficaram perdidos na sua memória…

Não terá mais enxaquecas e não rangerá os dentes ao dormir… Ainda terá prazer em dormir sem sentir que está deixando tudo por fazer!

Ainda terá folga no orçamento para fazer regularmente aquelas massagens que cuidam do corpo e da mente…

O amor deixará de ser esperado e fará parte do seu dia a dia…Logo_mentefeminina (2)

Um dia… A vida deixará de te atropelar e você viverá exatamente como imaginou.

E você lembrará de todos os momentos bons e ensinamentos sem que sua memória falhe…

Talvez você ainda tenha tempo, nesta vida, de ver tudo isso acontecer!

Categorias: Reflexões | Tags: , , , | 3 Comentários

Espelho da Alma

.

Giverny


“Tu julgarás a ti mesmo. É o mais difícil”
(O Pequeno Príncipe)

Em tão fugaz estadia, onde são poucos os acertos e grandes os erros,
pare por um momento, olhe para trás e contemple a trilha da sua vida…
Reflita: o que você mais deixou pelo caminho, pedras ou flores?

Tem uma frase no livro Extraordinário, de R. J. Palacio, que eu gosto muito.
É a seguinte: “Seus feitos são seus monumentos”.

Seus feitos são seus monumentos… O que você vai deixar para a vida?
Como as pessoas se lembrarão de você?
No fim, ficam apenas as recordações…
Serão elas doces ou amargas?

Acredito que o homem tem o potencial para a beleza da alma.
Gentileza, caráter, dignidade, honestidade, bondade, empatia, respeito…
Quais destes atributos você ousou buscar?
Você é hoje uma pessoa melhor do que foi ontem? Almeja ser melhor amanhã?

Não falo aqui de perfeição. Isso não existe.
O ser-humano é complexo demais para ser perfeito.
Temos todos dentro de nós defeitos e qualidades, luz e sombra.
E isso é belo, porque demanda um exercício contínuo de humildade e compreensão.
Trata-se de um aprendizado constante de como conviver com os erros
e, acima de tudo, como perdoar.
Perdoar os erros dos outros, perdoar os nossos próprios – o que é bem mais difícil.

Ninguém pode voltar atrás e fazer um novo começo,
mas qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”
(Chico Xavier)

Tenho fé que meu caminho possa ter o perfume das flores,
ainda que em meio a pedregulhos.

–  Poliana Rezende

.

Categorias: Reflexões | Tags: , , , | Deixe um comentário

O PEQUENO PRÍNCIPE

.
POLIANA REZENDE – Resenha 02

Curta também nossa página no Facebook:

MENTE FEMININA
.

Hoje estreia a mais nova animação de “O Pequeno Príncipe”, essa linda história que já encantou milhares de crianças e adultos em todas as partes do mundo. Pelo que vi, imagino que será uma bela adaptação cinematográfica.
Aproveitando o ensejo, deixo aqui minhas impressões a respeito da obra e convido os leitores a compartilharem as suas, inclusive discutindo a diferença entre as versões – escrita e em tela – e os pontos positivos ou negativos de cada formato.

“Era uma vez um pequeno príncipe que habitava um planeta pouco maior que ele,
e que tinha necessidade de um amigo…”


Vamos à resenha…

(ATENÇÃO:  CONTÉM SPOILERS)

.

Brasil

 

O PEQUENO PRÍNCIPE

– Antoine de Saint-Exupéry

 

“Levantei-lhe o balde até a boca. Ele bebeu, de olhos fechados.
Era doce como uma festa. Essa água era muito mais que um alimento.
Nascera da caminhada sob as estrelas, do canto da roldana, do esforço do meu braço.
Era boa para o coração, como um presente.”

 

Se alguém me perguntasse qual é o meu livro de cabeceira, eu não conseguiria citar apenas um. Em minha vida, muitos livros ocupam esse lugar de honra e “O Pequeno Príncipe” certamente destaca-se entre eles.
É um livro peculiar. Muitos afirmam tratar-se de uma obra voltada para as crianças. Principalmente se considerarmos a temática, as poucas páginas e os desenhos infantis, que são de autoria do próprio autor. Mas não se enganem, “O Pequeno Príncipe” é um livro imensamente mais proveitoso para as “pessoas grandes”, capazes de se sensibilizar com as ternas e sutis mensagens de amizade, dedicação e perda que nos são transmitidas de forma singela ao longo de suas páginas.
A obra nos traz a história de um homem perdido no deserto que encontra uma criança sozinha em meio àquela vastidão; ou melhor, é encontrado por ela. Um menininho a milhas de qualquer terra habitada e sem nenhum sinal de cansaço, fome ou abandono, que simplesmente o aborda, insistindo veementemente que o piloto desenhe para ele um carneiro.  Assim, dessa maneira enigmática, o Pequeno Príncipe entra em nossas vidas e em nossos corações. Afinal, “quando o mistério é muito impressionante a gente não ousa desobedecer“…
Enquanto o piloto tenta consertar seu avião, vai conhecendo aos poucos o principezinho. Escuta sobre suas viagens, os amigos que fez pelo caminho, a flor que ele ama e deixou para trás, os ensinamentos da raposa, e assim de mansinho, acaba se apegando ao menino, da mesma forma que nós, leitores. Os pensamentos e conversas entre esse homem viajado e essa pessoinha incrivelmente sábia nos fazem refletir sobre as coisas que são realmente importantes na vida.

 

“Como o principezinho adormecesse, tomei-o nos braços e prossegui a caminhada.
Eu estava comovido. Tinha a impressão de carregar um frágil tesouro.
Parecia-me mesmo não haver na Terra nada mais frágil.
Considerava, à luz da lua, a fronte pálida, os olhos fechados,
as mechas de cabelo que tremiam ao vento. E eu pensava:
o que eu vejo não é mais que uma casca. O mais importante é invisível…”
.

Enfim, O Pequeno Príncipe é um clássico. Habilmente escrito, com uma história cativante e que – fã que sou – eu não canso de reler. A amizade entre o piloto e o pequeno príncipe me toca profundamente e sempre me faz chorar, porque me faz pensar nas pessoas que são importantes na minha vida por aquele motivo invisível que só se vê com os olhos do coração. Me faz pensar nos que um dia me cativaram e que de algum modo eu perdi. Em dado momento, o principezinho afirma: “A gente sempre se conforma”. E eu penso: será?

Termino a leitura do livro imaginando o que significou o pequeno príncipe para aquele homem sozinho no deserto…
Apenas um ser extraterrestre visitando mais um planeta, a caminho de casa, como nos é mostrado?
Ou, quem sabe, algo mais?
Talvez uma alucinação, uma miragem provocada pelo sol, pelo cansaço e pela sede.
Ou, talvez ainda, um devaneio febril sonhado em meio à solidão e ao desespero.
A recordação de um filho adorável que um dia se foi, para morar entre as estrelas.


Se você ainda não leu essa história, espero que um dia o faça e que ela possa te enternecer como faz comigo. Talvez não ainda, mas quem sabe um dia… Porque, afinal, nunca lemos o mesmo livro duas vezes. O texto ainda é o mesmo, mas nós…

Eu recomendo O Pequeno Príncipe às pessoas de todas as idades. Não à toa ele é considerado uma obra-prima, foi traduzido em centenas de idiomas e possui milhares de admiradores em todo o mundo.

 

“Ele era para mim como uma fonte no deserto.”

 

(Obs.: nos excertos desta resenha, foi utilizado meu exemplar de 1999,
com tradução de Dom Marcos Barbosa)

.

Gosto muito do que a Wikipedia diz sobre a obra, em sua página sobre o autor Saint-Exupery:

“O romance mostra uma profunda mudança de valores, e sugere ao leitor quão equivocados podem ser os nossos julgamentos, e como eles podem nos levar à solidão. O livro nos leva à reflexão sobre a maneira de nos tornarmos adultos, entregues às preocupações diárias, e esquecidos da criança que fomos e somos.”

(Fonte: Wikipedia)

 

CAPAS PELO MUNDO
.

O Pequeno Príncipe data de 1943 e, segundo o artigo do G1 sobre a comemoração dos 70 anos da obra, é o segundo livro mais vendido e mais traduzido no mundo, com mais de 143 milhões de exemplares vendidos em 2013. O texto já foi traduzido para mais de 230 línguas e dialetos. Idiomas que provavelmente você nunca ouviu falar, línguas extintas e pouco usuais, como Aramaico, Esperanto, Khmer, etc. Confira uma amostra abaixo.
Pelo que pude pesquisar, a grande maioria das capas foi publicada com a clássica versão em branco ou azul, contando sempre com as aquarelas originais do autor, como não podia deixar de ser. Coloquei aqui algumas versões diversificadas.

Fique à vontade para comentar qual é a sua preferida. As minhas são: a da Inglaterra, a Edição de Luxo Brasileira, a Persa e a terceira em inglês.
.

Turma da Mônica

Turma da Mônica

Tcheca

Tcheca

Servia

Servia

Sânscrito

Sânscrito

Russa

Russa

Pop-Up

Pop-Up

Persa

Persa

Lituania

Lituania

Italiana

Italiana

Inglês Capa-Dura

Inglês 1 (Capa-Dura)

Inglês

Inglês 2

Inglês 3

Inglês 3

Inglaterra

Inglaterra

Holandesa

Holandesa

Hebraica

Hebraica

França 1

França 1

França 2

França 2

Espanha 1

Espanha 1

Espanha 2

Espanha 2

Espanha

Espanha 3

Croácia

Croácia

Coreana

Coreana

Chinesa

Chinesa 1

Chinesa

Chinesa 2

Chinesa

Chinesa 3

Brasileira Ed. Luxo

Brasileira Ed. Luxo

Brasileira

Brasileira 1

Brasileira

Brasileira 2

 

(Fonte: (Fonte: pequenopricipe.blogspot.com.br)

.

FICHA DE LEITURA

 

TITULO ORIGINAL

Le Petit Prince

 

SOBRE O AUTOR

Antoine de Saint-Exupéry foi um escritor, ilustrador e piloto francês, tendo atuado durante a Segunda Guerra Mundial. Faleceu durante uma missão de reconhecimento sobre Grenoble e Annecy. Em 3 de novembro, em homenagem póstuma, recebeu as maiores honras do exército. Em 2004, os destroços do avião que pilotava foram achados a poucos quilômetros da costa de Marselha. Seu corpo jamais foi encontrado.
Suas obras foram caracterizadas por alguns elementos em comum, como a aviação e a guerra. Também escreveu artigos para várias revistas e jornais da França e outros países, sobre muitos assuntos, como a guerra civil espanhola e a ocupação alemã da França.

(Fonte: paralerepensar.com.br)

  • Obras:
    L’Aviateur (O aviador) – 1926
    Courrier sud (Correio do Sul) – 1929
    Vol de nuit (Voo Noturno) – 1931
    Terre des hommes (Terra dos Homens) – 1939
    Pilote de guerre (Piloto de Guerra) – 1942
    Le Petit Prince (O Pequeno Príncipe, no Brasil, ou O Principezinho, em Portugal) – 1943
    Lettre à un otage (Carta a um refém) – 1943/1944
    Citadelle (Cidadela) — póstuma, 1948

(Fonte: Wikipedia)

CURIOSIDADES:

  1. Em Dezembro de 1935, Saint-Exupéry e o copiloto André Prévot voavam sobre o Deserto do Saara e estavam prestes a quebrar o recorde de velocidade numa corrida aérea da qual faziam parte. Por volta das 02:45 da manhã, um imprevisto ocorreu e sua aeronave (uma Caudron C-630 Simoun) caiu, sendo que eles milagrosamente sobreviveram. Os aviadores ficaram desidratados devido ao intenso calor do deserto, viram miragens e tiveram alucinações. No quarto dia, um Beduíno (integrante de grupos árabes que habitam o deserto) os encontrou e salvou-lhes a vida.
  2.  Todas as aquarelas que aparecem em O Pequeno Príncipe foram pintadas pelo próprio autor, que estudou, em sua juventude, arquitetura, mas não considerava-se um artista. De modo similar, o narrador alega no livro: “As pessoas grandes aconselharam-me deixar de lado os desenhos de jibóias abertas ou fechadas, e dedicar-me de preferência à geografia, à história, ao cálculo, à gramática.”
  3. O perigo que as árvores baobás representavam para o lar do principezinho está relacionado com a realidade. Pode-se inferir que tal perigo era o que o Nazismo representava para Saint-Exupéry.

(Fonte: Literatortura.com)

 

LEIA TAMBÉM NOSSAS DEMAIS RESENHAS AQUI E COMENTE SOBRE SEU LIVRO PREFERIDO

.

Assista ao Trailer da Animação de 2015 de Mark Osborne:.

.

Categorias: Livros, Séries e Filmes | Tags: , , , , | 3 Comentários

Você pode e merece tudo !

DSC07713

Nada como um dia após o outro. Entregue, confie e principalmente não se perca. Não deixe que nada acabe com seus sonhos, não permita que nada te convença que você não pode ter o que há de melhor para você. Você é único nesta vida, é especial. Você foi projetado com tanto amor e perfeição para realizar coisas grandiosas. Não se limite e nem se prenda a coisas que vão apenas lhe apequenar. Não permita que nada lhe roube o sorriso, a alegria de viver. Lute contra tudo o que te amarra e te puxa para trás. Erga os ombros, olhe em frente, respire fundo e recomece. Acredite, todos têm esse direito, todos nós erramos e somente nós podemos consertar. Arrependa-se, mas não se culpe mais que o necessário para saber que tirou uma lição a ser aprendida com seu erro. Não espere pelas atitudes de outros para seguir. Você chegou no mundo sozinho e irá sair daqui da mesma maneira. A vida é sua, o caminho é seu, assim como as conquistas, as vitórias e também as perdas. Alegre-se, todos temos a oportunidade de recomeçar, sempre haverá o amanhã, cabe a você apenas decidir que caminho seguir.(Taty Mel)

Categorias: Reflexões | Deixe um comentário

Equilíbrio

PoliReflexão01

 

Curta também nossa página no Facebook:
MENTE FEMININA

.

Categorias: Reflexões | Tags: , , , | Deixe um comentário